Imprimir

Imprimir Notícia

29 Jun 2020 - 15:08

Prefeito proíbe provas de laço, churrascos, jantares e avisa que poderá aderir ao lockdown

Após enfrentar um aumento significativo de casos do novo coronavírus (Covid-19) na cidade, o prefeito de Juína (742km de Cuiabá) emitiu um novo decreto no último domingo (28) enrijecendo as regras na cidade. Ficaram proibidas, por exemplo, as provas de laço, churrascos e jantares festivos, só podendo se reunir as pessoas que moram na mesma casa. O prefeito Altir Peruzzo ainda afirmou que a cidade pode entrar em ‘lockdown’ caso os moradores não colaborem.
 
O novo decreto permite o funcionamento do comércio, academias, restaurantes (somente para o almoço), além de salões de beleza e barbearias. Todos, no entanto, devem seguir os critérios de biossegurança para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19). Na última semana, o promotor de justiça Marcelo Linhares enviou a Altir uma notificação recomendatória sobre uma nova quarentena de fechamento de alguns órgãos públicos e comércio.

Na notificação, o promotor levou em consideração diversos eventos que acontecem na cidade, como festas clandestinas, pessoas frequentando a ilha do rio Juruena, e um evento de provas de laço com pessoas que vieram de outras cidades, além de festas de aniversários em residências particulares, com aglomerações.
 
Em entrevista ao site local Juína News, o prefeito afirmou que é perceptível o relaxamento por parte da comunidade e, como consequência, já era previsto o aumento de propagação do vírus. Sobre a possibilidade de ‘lockdown’, Altir afirmou que trabalha para que ele não ocorra, mas, se a ocupação dos leitos aumentar, deverá adotar esta medida.
 

Imprimir